LNL em Nova Iorque: Le Bernardin Restaurantes

Le Bernardin, Nova Iorque
 03/09/2018


Novembro 8, 2015

Luz, movimento, barulho… De facto, a energia flui permanentemente na cidade que nunca dorme. O LNL Internacional pousa, desta vez, em Nova Iorque.

Gozando de uma bagagem cultural riquíssima, a cidade é também uma referência no mundo gastronómico, acolhendo vários estabelecimentos conceituados mundialmente, tal como o Per Se, Eleven Madison Park, Daniel, dentre outros.

E por ser mais que uma paixão, aliás, por comida ser o nosso vício, seria impossível não explorarmos este aspecto da cidade. Como resultado desta aventura, dividimos com vocês a experiência que vivemos num dos melhores restaurantes do mundo.

Falamos do Le Bernardin, um estabelecimento que goza de 3 estrelas Michelin e está posicionado no 18° lugar do 50 Best Restaurants, os dois rankings gastronómicos mais referenciados internacionalmente.

O restaurante situa-se no 155 W 51 Street, apenas a alguns quarteirões da famosa Times Square. A entrada é coberta por um toldo que nos remete aos estabelecimentos comerciais na Europa dos tempos idos. A reforçar este tema, o acesso é feito por uma porta giratória.

À entrada, fomos logo abordados por uma simpática recepcionista, que se ofereceu de imediato a guardar os nossos casacos (e já agora, convém mencionar que o restaurante recomenda, no acto da reserva, que os cavalheiros usem blazers durante o jantar). Com a situação encaminhada, fomos levados ao chefe de sala, que rapidamente identificou a reserva e pediu para aguardarmos pela nossa mesa no lounge.

Após alguns minutos, sem tempo suficiente sequer para pedirmos uma bebida, fomos direccionados à nossa mesa. O salão tem um ambiente moderno mas simplista, com arranjos florais e um quadro de fundo como pontos focais da sala. A luz é reduzida mas se faz sentir, proporcionando uma “ambience” versátil, apropriada tanto para negócios tanto para romance.

O Le Bernardin apresenta 3 propostas de refeição, das quais apenas uma não toma o formato de menu de degustação. No entanto, este menu tem também um preço fixo (140 USD) e é composto por duas entradas (quente e fria), o prato principal e uma sobremesa, com a vantagem da possibilidade da escolha de cada um destes. Esta foi a nossa opção para o jantar. Os pratos escolhidos seguem (depois do amuse bouche):

A Comida

As entradas apresentaram uma interpretação muito diferente de sabores familiares. Poderiamos facilmente afirmar que nunca tivéramos provado os ingredientes caso não soubessemos do que se tratava.

O bife wagyu é facilmente o melhor pedaço de carne que já comemos e as sobremesas estão num padrão claramente superior ao habitual, incluindo ingredientes como lâminas de chocolate temperado, gingubas cristalizadas e pipocas caramelizadas.

Tudo isso foi regado com um cocktail da casa feito com espumante, o Pear and Riesling Spritz. Infelizmente, em termos de cocktails, o menu de bebidas foi um tanto quanto decepcionante. Por outro lado, a carta de vinho é vasta e de óptima qualidade.

Para além destes, tivemos ainda dois outros presentes, um amuse-bouche: batatas com ovas de truta, linguado e flan de perca do mar; e um bônus: polvo grelhado com molho de alcachofra como um pedido de desculpas por termos encontrado algumas espinhas na truta de entrada. E para terminar, fomos brindados com guloseimas deliciosas para acompanhar o café.

A reter

O atendimento é muito profissional e atencioso, embora desprovido daquela simpatia e calor que dão um à vontade extra aos convidados. A comida é excelente e a experiência única. Fomos testemunhar o que faz este restaurante permanecer na nata gastronómica, e a conclusão é que toda a glória é perfeitamente merecida. Estamos totalmente de acordo com a sua fama e por isso recomendamos. 


Características

  • Experiência Premium
  • Jantar romântico
  • Ocasiões especiais
  • Preferido do LNL

Cozinhas

  • Francesa

Localização


Times Square

Comentários (0)

Novo Comentário

1 pessoas marcaram este sítio